Pesquisar este blog

10 de mar de 2011

Enfim, vai começando a democratização do futebol: Ministério do Esporte quer liberar imagens da Copa-2014 para todas as emissoras

Gols e trechos ficariam disponíveis até duas horas após jogos para programas jornalísticos
Uma tentativa de quebrar a rigidez da exclusividade dos direitos de transmissão da Copa do Mundo-2014, que será no Brasil, está sendo feita pelo governo federal, segundo divulgou a Folha de S.Paulo em sua edição deste domingo (6).

De acordo com a reportagem, a intenção é que algumas imagens e trechos de jogos sejam liberados para outras TVs que não a Rede Globo (que ainda não negociou repasse de direitos).

O Ministério do Esporte trabalha com texto de Medida Provisória, que regula ações: a Lei Geral da Copa.

Um artigo permitiria às emissoras que não detivessem os direitos da Copa de veicularem 30 segundos de eventos e 3% do tempo de cada partida – os “flagrantes de imagem” – em programas exclusivamente jornalísticos.

Até agora, só é permitido às TVs não-detentoras de direitos passar os gols e ainda assim 24 horas depois da entrega da fita dos jogos (que, no caso do Brasil, era de responsabilidade da Globo).

O maior empecilho para a aceitação da proposta do Ministério do Esporte estaria na Fifa, explica o jornal, que precisaria aceitar esse artigo a ser acrescentado na Lei Geral da Copa.
A Fifa, pela MP, seria a responsável pela disponibilizar pelo menos seis minutos de imagens dos jogos e até duas horas após seu término, para que as emissoras as trabalhassem dentro do limite de tempo previsto.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o COL (Comitê Organizador Local) é contra essa abertura.

http://esportes.r7.com



Nenhum comentário: