Pesquisar este blog

24 de fev de 2011

Andrés Sanchez é chamado de "advogado da Globo" no Clube dos 13

O ofício enviado pelo Corinthians ao Clube dos 13 para comunicar sua saída chegou às mãos de Fábio Koff, presidente da entidade, durante a entrevista concedida na terça-feira (22), em São Paulo. 

Irritado, o dirigente, ao lado de Ataide Gil Guerreiro, diretor executivo do órgão, respondeu a Andrés Sanchez, mandatário do clube, e o chamou de “moleque”.

- Se ele não tivesse pedido a desfiliação, eu proporia ao Clube dos 13 a sua expulsão por esse comportamento moleque e irresponsável. Paga o que deve ao Clube dos 13 e vai embora. Não é obrigado a ficar.

No ofício, assinado por Sanchez e endereçado a Koff, são citadas "uma série de desmandos administrativos", supostas contratações irregulares e uma dívida trabalhista de R$ 5 milhões.

No documento, Ataide Gil Guerreiro é acusado de agir de forma "irresponsável" no processo da venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro.

Sobre as irregularidades, Koff se defendeu, alegando que os clubes têm dívidas trabalhistas históricas.

- É um direito dele [Sanchez] entrar e sair. O que não é correto é questionar as pessoas e se esconder num ofício. Nada disso ele disse ontem [segunda-feira, 21] na minha cara. Todos os clubes têm dívidas trabalhistas históricas.

No comunicado enviado ao Clube dos 13, o Corinthians reclama de Ataíde Gil Guerreiro ter telefonado para um alto executivo de uma das emissoras concorrentes durante a discussão para formatar o edital.

Guerreiro assumiu que as emissoras concorrentes foram contatadas para informar a decisão do Clube dos 13 de oferecer um ágio de 10% à proposta da Globo em função de sua maior audiência e nível de exposição das marcas. Na visão do diretor executivo, a medida é uma prova da transparência adotada no processo.

- O Sanchez está querendo ser o advogado da Globo. Não existe nenhuma falta de lisura nisso e em nada que eu faço tem falta de lisura. Eu não aceito entrar numa farsa. Vai ganhar aquele que fizer a melhor proposta para o Clube dos 13.

Além de rebater as insinuações do presidente do Corinthians, Ataide Gil Guerreiro acusou a Globo de provocar uma série de dificuldades na negociação.

De acordo com o diretor executivo da entidade, a emissora chegou a emprestar dinheiro com a finalidade de atrair os clubes para o seu lado.

- Tem alguns clubes que pela primeira vez estão recebendo adiantamento da Globo. O normal é você ter um contrato, pegar o documento e levar no banco para antecipar o recurso. A partir de determinado momento, ela começou a fazer o papel do banco. Ao invés de fazer pelo banco, a própria Globo fazia.

Nos últimos anos, a emissora usava uma cláusula de preferência para renovar o contrato de transmissão a cada três anos. No entanto, o dispositivo foi removido, o que propicia o aparecimento de novos interessados em adquirir os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2012.

Para Ataíde Guerreiro, a Rede Globo não quer concorrência pela sua posição confortável em relação ao direito de comprar a transmissão do Campeonato Brasileiro.

- A emissora [Globo] está se sentindo em risco. Ela está num estado de conforto e não quer risco. Ela tem todas as condições de ganhar, mas para que correr risco? Ela não quer fazer a concorrência com a lisura que nós queremos.

Nenhum comentário: