Pesquisar este blog

7 de abr de 2011

Falso usuário do orkut citou preparação de chacina

Falsário criou um perfil com o nome do deputado Jair Bolsonaro e citou o atentado ocorrido em escola norte-americana

Texto foi publicado em uma comunidade do Orkut chamada "No Escuro"
 
Sete dias antes do massacre que deixou pelo menos 11 crianças mortas em uma escola carioca, um perfil falso de um usuário na rede social Orkut postou uma mensagem afirmando que provocaria uma chacina em um colégio brasileiro.

O texto foi publicado, com um perfil falso do polêmico deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), em uma comunidade do Orkut, "No Escuro", que convida seus membros a contarem seus segredos, medos e confessar suas fraquezas.

No post, o anônimo falava: "... apenas estou me preparando para uma chacina que irei fazer no colégio que fui bulinado [sic]. Em breve teremos um documentário estilo Columbine nas telinhas nacionais".

Na postagem, o falso "Bolsonaro" fazia referência ao atentado praticado em abril de 1999, nos Estados Unidos, no qual dois jovens, de 17 e 18 anos, armados com revólveres e mais de 30 bombas artesanais, abriram fogo em seu colégio, o Columbine, em Littleton, Colorado, matando 12 alunos e um professor antes de se suicidar. O massacre norte-americano virou filme nas mãos do diretor Michael Moore, "Tiros em Columbine".

O deputado Jair Bolsonaro, em declaração feita na tarde desta quinta-feira (7), negou qualquer ligação com o perfil e afirmou que não possui conta em nenhuma rede social.

Na manhã desta quinta-feira (7), um ex-aluno da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio, invadiu a instituição e matou pelo menos 10 crianças, antes de se suicidar, no pior incidente deste tipo ocorrido no Brasil e na América Latina.
Do Hoje em Dia




Sobre a responsabilidade da mídia
Do Luis Nassif

Nenhum comentário: